domingo, 20 de setembro de 2009

Solitude


Desde a primeira vez que ouví essa palavra - em um filme, não me lembro o nome - apaixonei-me por ela...Tem palavras que são assim, conseguem expressar com perfeição um estado, um sentimento, são plenas de significado no que se propoem a descrever...Quando não conseguimos dizer algo, elas nos auxiliam de uma forma esplêndida...Saudade é uma palavra assim...interessante que só existe em nosso bom português...
Pois bem, solitude é algo como uma fusão entre solidão e atitude; é um estado dinâmico, interativo entre eu e eu mesma...Lá cabe o outro? Sim, se ele me respeita e me ladeia - lá cabe um sem número de pessoas mas, há o distanciamento necessário para se auto aperceber...Não tem a carga de tristeza associada à palavra solidão, nem o extremo dinamismo da palavra atitude. Não se pode dizer: estou com solitude e sim, estou em solitude. Não há tristeza, sentimento do vazio, desconsolo, a sensação da falta do outro associados à palavra solidão; muito menos aquele impulso à ação rápida, à guinada necessária frente a determinada situação (associado à palavra atitude)...Há aqui um amálgama entre solilóquio e interação. Quando estamos em solitude apercebêmo-nos do outro mas, vêmo-lo como um companheiro de jornada - ser pleno que também tem suas solitudes...ou não...que está ao nosso lado - mesmo que esteja a milhares de quilômetros ou mesmo que já tenha morrido (quase o mesmo, às vezes).
Solitude é uma palavra magnífica - produto de uma mente privilegiada que um dia a criou poeticamente...assim como nossa palavra saudade...Um brinde àqueles que tão bem sabem expressar algo tão complexo e sutil: um estado de ser, um sentimento!

2 comentários:

Nau Coração de Estrelas disse...

Estive aqui e li a tua explanação sobre o conceito de "solicitude". Obrigada por este esclarecimento.
Abraço da
Nau

manuela disse...

Leninha venho desejar-te um bom inicio de semana e trazer este tema que acho que condiz com a palavra "solitude"
http://www.youtube.com/watch?v=s5Bv3307x08